quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Tempo, um ditador impossível de contrariar. Ele não pára nem espera por ninguém. Corre contra tudo e contra todos.


1 comentário:

Vera, a Loira disse...

E sempre tão relativo...