domingo, 9 de janeiro de 2011

Sobre o post anterior e os idiotas homofóbicos que o comentaram

Vamos começar por escalecer uma coisa: Este blogue é meu! Se não aceito algum comentário não tenho sequer que o justificar. Não aprovo comentários homofóbicos nem de gente estúpida e burra. O RUI e uns quantos anónimos deixaram aqui esse tipo de comentários e tiveram a lata de vir cobrar-me o facto de não os ter publicado. Num texto MEU, sobre uma pessoa que conhecia e cuja morte me chocou, uma pessoa que antes de ser cronista social era, tal como eu jornalista, não admito esse tipo de palavreado. A orientação sexual de cada um é para ser respeitada. NÃO ADMITO.
Caro Rui: "no entanto acho curioso que alguém que dedicou a sua vida a falar da vida pormiscua dos outros" - Morrer com uma pancada na cabeça e ser castrado de seguida é morrer de forma premíscua? Eu chamo-lhe monstruosa, não premíscua. Não estou a idolatrar o Carlos Castro como me acusa, comecei o texto a dizer que não interessava se gostava dele ou não. Aprenda a ler. - "Parasita inútil?" O Carlos trabalhou a vida toda, pagou impostos, nunca viveu às custas de ninguém. Conhece pelo menos o percurso dele como profissional? Você é um idiota. "Cada um tem o que procura!". Acha que ele procurou morrer desta maneira? Se um dia destes a sua mulher/namorada ou whatever lhe manda ácido às trombas vou achar-me no direito de dizer a mesma coisa. Vou dizer que você andava desertinho para levar com ácido nas fuças. Tenho vergonha, VERGONHA, de saber que existem pessoas como você.
Anónimos...
"Cá para mim, o Carlos Castro tentou realizar uma operação de mudança de sexo no quarto a frio! LOL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Agora a culpa é do miúdo é? Então e o gayzinho mais velho que a troco de uma carreira quer é abusar?" - Começa por uma piada demasiado infantil e remata com o típico homofobismo que não admito. Se o matou sim, a culpa é do miúdo. Se se aproximou do Carlos e quis ter uma relação com ele não me parece que tenha sido abusado. O resto do comentário nem vou meter aqui. O senhor anónimo decidiu fazer uma lista de pessoas a quem chama de putas e de mariconços, e neste blogue não se aceita esse tipo de palavreado nem se alimentam homofóbicos. Entre pérolas de burrice disse ainda que a culpa é das "revistas nojentas que enchem as bancas". Eu trabalho numa revista de social. Isso faz de mim puta ou parasita social?

Ninguém me pode criticar de não aprovar comentários. O blogue é meu e nunca vos convidei para o lerem. Não são bem-vindos, voltem para a caverna onde nasceram.

20 comentários:

Lilith disse...

15-0! Muito bem, Pipoca! Caverna com estas mentalidades do milénio passado!

Fashion Victim Portugal disse...

Cada vez fico mais parvo com a tremenda quantidade e (baixa) qualidade de MUITO povinho neste país... Uma tristeza tremenda...

Parabéns pela atitude!

Este Blogue precisa de um nome disse...

Fizeste bem em não aceitar. Também não entendo esta porra desta mania de agora na blogosfera acharem que podem dizer tudo na caixa de comentários. Ide todos para o raio que vos parta...

Quanto à morte do CC, ninguém merece morrer assim.

S* disse...

Que gente imunda de pensamento.

Cate disse...

Go girl.

Maria disse...

CREDO!! Só consigo ter pena de pessoas que pensam assim.

A. disse...

Amen!! Acho muito bem tudo o que foi escrito. Que mania as pessoas têm de criticar as orientações dos outros! E sobre a questão dos comentários, óbvio que ninguém é obrigado a aceitar! Impressionante como hoje ainda se ouvem tantas vozes homofóbicas. Será que se um dia tiverem um(a) filho(a) com outra orientação, vão agradecer aos céus o facto de alguém os ter assassinado??

Ana Duarte Faria disse...

Por vezes é mesmo necessário pôr os pontos nos i's! Há gente muito estúpida!

cai de costas disse...

Eu tenho moderação de comentários activa, mas apenas porque a tal me habituei - por não entender nada disto, quando me iniciei. Mas publico praticamente tudo, dos dois comentários que recebo mensalmente, independentemente do conteúdo: aprendi que a melhor forma de demonstrar que há idiotas é deixá-los falar.
Naturalmente que publicas os comentários que muito bem entenderes.

Claudia disse...

É, de repente toda a gente gosta ou gostava do C.Castro... give me a break.
Coitado do puto, passou-se da cabeça e vai pagar bem caro...

Cristina Silva disse...

Claudia,

"Coitado do puto"???

Esse coitadinho já confessou que agrediu o Carlos Castro durante uma hora inteira e, não contente, castrou-o!

É um crime absolutamente horrível, e você vem para aqui manifestar pena desse assassino?

Por acaso pensa que esse rapazola estava em NY obrigado? Acha que o Carlos Castro abusava fisicamente dele? Já reparou na diferença de corpo e de força?

O menino não era menor, e se estava com ele, era porque queria, ou lhe interessava. Se não estava bem, deveria ter saído de lá, e mais nada.

Nada justifica a violência e a cobardia do que essa criatura fez. Não se trata de gostar ou não. Gente estúpida e ignorante.

É uma vergonha a quantidade de comentários repugnantes e homofóbicos que circulam pela net fora. Que nojo.

Pintas disse...

Parabéns!!! Grande resposta!!!!

Alexandra disse...

prOmíscuo

Borboleta* disse...

Muito bem! Grande resposta! Há por aí muita gente que precisa de ser posta no seu lugar. Como escrevi há tempos num post no meu blog: "Um blog é uma página pessoal onde cada um escreve o que quer e da maneira como quer, quem não gosta só tem uma coisa a fazer não o visita é tão simples como isso! ".

Sofia disse...

Mas é claro, o teu blog é teu, os textos são teus e tu aprovas os comentários que quiseres. Qual é a dificuldade? Eu sinceramente não percebo porque é que há pessoas que se dão ao trabalho de comentarem sob a forma de anónimos...santa cobardia!
Beijinhos,
Sofia

Tinana disse...

As pessoas continuam a ter pena do rapazinho porque, pelo Carlos Castro ser gay assumido tranforma-se imediatamente num ser humano diferente de cada um de nós. Se a vítima fosse uma rapariga da idade dele, as reacções seriam sem dúvida bem diferentes. Mas enfim, é o país que temos...

Mara disse...

Concordo plenamente! Infelizmente vivemos num país de homofóbicos e de mentecaptos!
Ontem publiquei um pequeno texto no meu Blog a expressar a minha surpresa pelo povo de Cantanhede estar a realizar uma corrente de apoio ao jovem “inocente” filho da terra e à vitimização do único responsável por esta tragédia. Hoje para minha surpresa, tinha um comentário do Sr. Padre de Cantanhede.
Fiquei parva, até porque o meu é quase um blog doméstico
http://crazygirlsgocrazy.blogspot.com/

Anónimo disse...

Muito bem!! Realmente há gente muito estúpida!! Como pode alguém criticar, gozar e divertir-se com a morte macabra de alguém?? Independentemente de aceitarem ou não a sua orientação sexual,trata-se da vida de um ser humano!!! Tenho vergonha deste povinho, baixo!!!

Diana disse...

O direito de expressão tem de facto de ser esmiuçado. Ninguém tem o direito de fazer e/ou dizer tantas asneiras juntas quando não se trata da sua própria vida. Gostei da sua atitude; triagem de opiniões abusivas e abusadoras é o que mais faz falta neste nosso pequeno mundo.

Sara Avelã disse...

bem, é a primeira vez que eu visito este blog (e por certo, encontrei-o por acaso) e vi que és uma grande mulher da daquelas com o M muito grande não como aquelas que se dizem ser mulheres de H maiúsculo só para se tentarem integrar na sociedade.
Sim senhora, os meus parabéns, deste rebocada nesses gajos que mais valiam aprender assoar o ranho ou até atar os atacadores dos sapatos (ou ténis neste caso...maybe..)
Adorei a tua resposta..sincera e simples como tudo na vida deve ser...

podes acredita que é um blog que vou segui a risca sempre que o meu trabalho me permita (mesmo que o chefe ande a cuscar por aqui).
i see you when you see me