quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Aquele momento inevitável a dias de fazeres 30 anos #8

Em que sair do banho e olhas para o espelho para ver se o rabiosque e as maminhas  ainda não começaram a acusar a idade. Ufa!

6 comentários:

E disse...

Quando há uns meses atrás fiz 30 anos foi-me tudo indiferente até ao próprio dia. Acordei mais cedo. Vi-me ao espelho à procura das diferenças.

E pronto, desde aí os dias têm-se passado. Mas detestei esse dia, detestei essa marca.

violeta disse...

Dei com o teu blog há meia dúzia de dias. Depois de alguns posts, lembrei-me do Carlos Paião a cantar "ora dá cá um e a seguir dá outro, depois dá mais um que só dois é pouco". Conclusão, estou a ler-te desde o início (já vou em a meio de 2010) e a adorar as descrições das tuas aventuras saltitantes. Aquele momento inevitável em que vais parar ao meu leitor de feeds! ;)

nobady's listen disse...

ou para ver se ainda desafiam a lei da gravidade :D

Vera, a Loira disse...

Já me fizeste rir, estive a ler tópico por tópico e até somos parecidas em muitas coisas, só que eu sou mais "avançada", estou a poucas semanas dos 31. Será altura para entrar em depressão?

GuessWho disse...

Eu tenho mais 11 anos e garanto-te que as diferenças à séria começam só a partir dos trinta e muitos! Por isso curte bem os 30 que são lindos pois nós mulheres ficamos com outro brilho :) e então a partir dos 40...ui...muito bom :D

Timido disse...

Ora...

E encontraste diferença?
Eu posso dizer que nas minhas amigas não encontrei diferença entre os 29 e os 30... E em mim muito menos... (mas ai olhar para as maminhas não tem grande impacto...)