segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Hoje foi o dia.

Pela primeira na vida, hoje liguei à minha mãe num pranto. Entre soluções e choros lá lhe consegui explicar o que estava a sentir, o que se estava a passar. Hoje, pela primeira vez, soube o que era uma conversa entre mãe e filha. Tenho 27 anos. Hoje foi o dia.

23 comentários:

Nokas* disse...

As mães transmitem sempre um conforto nas palavras que dizem.
Espero que essas mesmas palavras tenham tido um efeito positivo, e que tudo esteja melhor.

Satine disse...

nunca tive uma conversa dessas.. talvez um diaaa.

beijoca, e força.. :)

Poetic GIRL disse...

Nunca é tarde querida! Afinal a mãe é sempre o nosso porto de abrigo! bjs

Síndrome dos Trinta disse...

Acho que ainda não tive essa "conversa"... e já estou nos 30's :(

Pequenina* disse...

Tenho muitas conversas dessas com a minha mae =)
Sabem bem, são reconfortantes e ajudam-nos sempre mesmo que não precisemos de nada!
São mães, unicas! ***

Miss Complicações disse...

Estás a ver como há sempre algo bom?
Mas porque dramatizas sempre! Apetece-me espancar-te.
Talvez já pudesses ter tido a conversa se não fosses teimosa e casmurra ...
Não vale a pena dizeres que tenho razão que eu sei que tenho ;)

Capitão Microondas disse...

Aproveita, nunca é tarde. Tarde é quando já não os temos cá e concluímos "porra, foram poucas conversas, haviam de ter sido mais".

S* disse...

Custou mas chegou... ainda bem!

Sophie Fish disse...

Eu estou com 27 e não sei se vou ter essa conversa com a minha mãe, pelo menos para já... Estou como a Satine, talvez um diaaa.

Cookie disse...

Gostava de um dia ter conversas dessas com a minha filha. Com a minha mãe, já desisti...

Miracle disse...

É sempre bom sentir o conforto da nossa mãe, eu adoro o colinho da minha!

Beijinho e SORRI!!!

Jibóia Cega disse...

Há sempre uma primeira vez para tudo, até para uma conversa com a mãe.

Brandie disse...

Foi tarde, mas a partir de hoje não vais querer outra coisa:P

Francis disse...

ao menos que te tenha ajudado...

Canalizador disse...

Com a minha mãe não! Nunca tive, mas com a minha tia mais nova que ela 14 anos sim! Muitas e nem imaginas como são reconfortantes.
Abençoada senhora que tanto conforto me proporciona.

margarida disse...

Engraçado.. Eu igualzinha. Só não foi a primeira vez, mas já andava a adiar "porque já sou grande e não se deve chatear os pais com essas coisas". Depois peguei no skype e foi todo um pranto, não é que doa menos, mas já não tenho que esconder.

Beijinhos **

canalizador & disse...

Pois não! Chatear os pais, nunca!
Por isso é que eu, quando os problemas surgem, chateio a minha tia.

joana disse...

Ainda bem! Uma boa conversa com a mãe é sempre bom, e nunca é tarde para se ter um relacionamento mais próximo. Espero que essas lágrimas tenham dado lugar a um sorriso.

Anónimo disse...

Eu comecei a ter essas conversas com a minha mãe desde que saí de casa rumo a Coimbra, para a faculdade.
Curiosamente foi a distância fisica que nos aproximou.
Desde essa altura, sempre que algo me apoquentava, tinha que falar com ela.
Por vezes não dizia nada, só chorava, ela ouvia o meu pranto e confortáva-me.
São momentos preciosos.
Há três anos a distância fisica tornou-se definitiva, mas eu continuo a falar com ela.
AOL

Rosa Cueca disse...

Eu nunca a tive.
Desconfio - e sei - que não a terei.
Mas fico contente por ti - porque sei da importância de conversas destas.

Saltos Altos Vermelhos disse...

sabes, como a nossa mãe não há nenhuma mulher à face da terra!

Miguel disse...

Os pais são sempre importantes para nos darem o ombro, para nos darem nas orelhas quando merecemos, para nos darem aquele abraço que nos faz sentir que o mundo nunca nos fará mal...

Eu espero estar à altura de fazer isso pelos meus filhotes. Já vamos falando em muita coisa... Há que abrir horizontes desde cedo para se sentirem à vontade quando for preciso...

Beijinho e espero que esteja tudo melhor...

Vânia disse...

Eu tive aos 21 e digo-te mesmo, foi uma nova etapa na mh vida! E também foi entre choros e confissões. A mim foi um desgosto amoroso gigante. Beijinhos e que tudo se resolva com bem e pelo bem :)