quinta-feira, 17 de maio de 2012

And then we found love in a hopeless place # 5

" Ama como se fosse para sempre. E quando se ama, naquele exacto segundo em que se ama, tem de se acreditar que é para sempre. Mais: tem de se ter a certeza de que é para sempre. Amar, mesmo que por segundos, mesmo que por instantes, é para sempre. E é isso, essa sensação de segundos ou de minutos ou de dias ou de horas ou de anos ou meses,  que é para sempre. Ama. Ama por inteiro. Ama sem nada pelo meio. Ama, ama, ama, ama. Ama. Porque é só por aquilo que te faz perder a respiração que vale a pena respirar."
Pedro Chagas Freitas

9 comentários:

Vanessa. disse...

Adoro essas palavrinhas! Lindo, lindo!

S* disse...

Gosto tanto do que ele escreve. O amor devia ser sempre assim, intenso e extasiante.

E disse...

raios parta que o tipo escreve como o raio

Xerazade disse...

Acho que sim. Que se deve amar com intensidade e entrega. Mas deve-se ter a certeza que é a pessoa certa, porque amar dessa forma uma pessoa que depois se revele um canalha pode destruir uma pessoa.

Alex disse...

Adorei!

Petra disse...

Que lindo... Sim quando amamos é bom que não pensemos num fim anunciado, que não passemos a vida a preocupar-nos com o termino de algo.
Se for para sofrer e chorar que seja com algo palpável... beijo

Anónimo disse...

O texto prendeu-me em toda as suas palavras mas a frase final está simplesmente fantástica!

Isabel

Pólo Norte disse...

Nãããããããõooooo!

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Então pólo? Não o qu~e pázinha?