domingo, 25 de outubro de 2009

...

Somos apenas encontros e desencontros. Olhares e sorrisos. Memórias de
outros tempos. Um lugar vazio. Uma viagem adiada. Uma espera que
terminou sem encontro. Uma troca que não foi feita. Uma ilusão que se
esfumou entre os carris da estação ruidosa. Uma lágrima que escapou
perante o que poderia ter sido. Um retrocesso entre os passos dos
transeuntes. Uma página cheia de palavras soltas que nunca se uniram.
Um texto sem pontuação.

Lido com emoção e "roubado" com respeito daqui.
E fica o pedido de desculpas por me ter esquecido de colocar os devidos créditos à autora Misunderstood, distracção infeliz a minha. Já agora convido-vos a visitá-la. Este era dos muitos únicos dois blogues que lia até criar o Dos Saltos Altos. O post é antigo mas intemporal.

12 comentários:

Rosa Cueca disse...

Sabes que tenho um post parecido?

Um bocadinho ao nível de linhas perpendiculares que não foram feitas para se cruzar, que caminham inevitavelmente para um fim sem se tocar.

Mas um dia começamos a deixar de contar os pontos das linhas.

Bubble MInd disse...

revi-me no teu post...
kiss

Cátia disse...

Oias!

Algo aparentemente não importante mas que deixou uma lembrança, uma marca inesquecivel.
Tambem tenho algumas passagens na minha vida assim.

L'Enfant Terrible disse...

Gostei!;)

Miss Complicações disse...

Popkorn: WTF?
Apanhste muito sol no sábado? Estou farta de te dizer para não ires para locais estranhos.

PS. Em falar em memórias... fizeste falta. A malta lembrou-se de ti... snif, snif...

Beijos

continuando assim... disse...

e somos ...só isso mesmo!

gostei

boa semana
teresa

S* disse...

:') Eu gosto de pontuar os meus textos, para percebe-los melhor...

gimbras.nofuturo.com disse...

Somos apenas o... acaso.

Luís disse...

Muito bom nível este texto. Infelizmente, não me identifico plenamente. Pegando nas palavras da Rosa:um dia começamos a deixar de contar os pontos nas linhas... e tudo faz sentido.

Laetitia disse...

Gostei...

FAQ(er) disse...

Somos?
E quem não cabe nessas linhas?
É tudo o que falta?
Ou apenas não é nada disso?

Dexter disse...

Bem, grande texto. E hoje ando meio psicadélico, ainda n percebi porquê, soube-me bem ler isso.