domingo, 16 de maio de 2010

Tal e qual como uma enguia...

...sou muito escorregadia. Dizem que é um trauma, não consigo ninguém chegar perto o suficiente. Pronto.

13 comentários:

Um gajo qualquer... disse...

Talvez porque quando se chega "perto" de ti seja fácil perceber que tens um lado muito sensível e meigo que ao primeiro contacto consegues esconder com facilidade por de trás desse ar confiante e dominador...

Digo eu que estou a arriscar!

;)

Satine disse...

é a vida que nos ensina a ficar assim.. antes isso do que deixar chegar bem perto e estar constantemente a levar patadas, digo eu.

beijocaaa

almighty yellowphant disse...

achava que era só eu. já me sinto melhor :)

Sofia disse...

Parece que somos duas então. Viva as enguias, viva!

Joel de Sousa Carvalho disse...

Peço Divulgação pf


http://espacosdeconvivio.blogspot.com/


Assim irei eu começar nesta caminhada pelos sitios mais agradáveis (ou não) que com o tempo vou visitando. este NOVO blog é isso mesmo, um espaço de convivio e quase que uma montra de espaços aconselhados para uns finais de manhã, tarde e noite.

Tornem-se seguidores!

Obrigado

S* disse...

medo? ;)

lampâda mervelha disse...

Ah, "dizem".

Johnny disse...

Pipoca, sabes quais são os dois únicos motivadores de um ser humano? basicamente como é que nós tomamos as nossas decisões? Se sabes tens ai a minha opinião :)

Cookie disse...

Gostava de ser assim. Muito provavelmente, sofres menos...

Anónimo disse...

O eterno medo de apanhar frio nos pés descalços...

Mak, o Mau disse...

Normalmente o trauma vem depois de escorregar. O tismo também.

Belota disse...

Mecanismo de defesa. E agora deixar de ser assim? Ou melhor, não ser assim, por uma vez que seja, e não aprender que afinal estávamos melhor antes?

Ai, estou contigo ;)

nuno disse...

sabes que por um lado eu acho graça a esse estado , dá-me uma sensação de estranha liberdade e independência , como se o contrário me prendesse ou agrilhasse a compromissos para os quais não estou ainda preparado.
mas a verdade é que prefiro mil vezes andar a sensação de caminhar sobre o ar :)