quarta-feira, 19 de maio de 2010

...

Hoje quase podia, por segundos, jurar que te tinha visto. Senti-me tonta. Era tão parecido contigo o rapaz que se cruzou na passadeira comigo. Depois senti a boca amarga e o sal da lágrimas a tocarem-me nos lábios. Não podias ser tu. Há dias em que tenho muitas saudades tuas. De vez em quando sinto o teu perfume noutras pessoas, de vez em quando ouço a voz de um estranho e ela parece-se com a tua. De vez em quando...

12 comentários:

Miss Complicações disse...

Mulher... Vem masé para cima que precisamos uma da outra e ambas precisamos de uns copos ;)
Beijos i missssss youuuuuuuu

Poetic GIRL disse...

É por vezes estas pequenas coisas da vida deixam o nosso coração bem apertadinho! bjs

Cindy disse...

Essa sensação é horrível, horrível!!
Beijocas

Este Blogue precisa de um nome disse...

?????????????

Não fiques triste, prima. Um beijo enorme :)

disse...

Imagino como te sentiste...força minha querida...

A. disse...

E nesses momentos o coração dispara... e quase que sai do peito! E depois, chegam tais as lágrimas... enquanto o batimento cardiaco vai se tornando mais lento... até voltar ao (a)normal!
Beijinho

algodãozinho disse...

Fui ao link ... e fiquei emocionada com o post.Não quero nem imaginar a dor que deve ser ...

S* disse...

De vez em quando bate o amor? :')

Mak, o Mau disse...

Nem penses que vou deixar aqui uma frase inspiradora para dar sequência ao tom do post :)

Sempre fui mais de frases transpiradoras.

lampâda mervelha disse...

"En tu ausencia, las paredes se pintarán de tristeza. Y enjaularé mi corazón entre tus huesos"




Mas não é sempre.

Francis disse...

ainda bem que é só de vez em quando.

Sofia disse...

uff... I so know what you mean...***