quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Ainda a propósito de "A vida é uma treta, a morte é uma treta e Deus uma fraude"

Caso fosse vivo, o Paulinho faria hoje sete anos. O pai, não imagino com que forças, uma que eu não lhe adivinhava, escreveu-lhe uma carta. Nem o coração mais gélido poderia ficar indiferente. As lágrimas, mesmo sem saber o que é perder um filho, revelam-nos a humanidade. Podem ler a carta aqui.

13 comentários:

Filipa disse...

Fiquei sem palavras... Nem consigo imaginar a dor. Não consigo mesmo.

susie disse...

Estou sem palavras, mas com as lágrimas a correr pelo rosto.

Sei que nunca tinha comentado, apesar de seguiro blog, mas hoje e com o que li, seria impossivel não o fazer.

Stiletto disse...

Eu costumo dizer que por cada porta que se fecha abre-se uma janela. Mas há portas demasiado grandes e pesadas. É demasiado horrível. Essa carta é das coisas mais bonitas que um dia li.

so_risoIncógnito disse...

É sufocante ler tais palavras, não quero pensar como será senti-las e escrever num papel... :|

mundoameuspés disse...

Comovente...

Petra Pink disse...

não sou mãe, espero vir a se-lo dentro de algum tempo.
e não, não deve haver dor maior do que perder um filho.
sei que cada um sente à sua maneira, tem a sua forma de lidar com a dor... No entanto perder um filho, parte de nós, sangue do nosso sangue deve ser sem dúvida uma ferida que tarde ou nunca cicatriza.... bjos

S* disse...

Comovo-me sempre que leio sobre isto.

Um gajo qualquer... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Este Blogue precisa de um nome disse...

Saio daqui de gatas...

Anónimo disse...

Tocou-me profundamente, mas há coisa que me fazem confusão...mesmo as leucemias agudas dão sinais e permitem um certo tempo de reacção.

Ninguém tinha dado por nada ainda??
Andaram a dormir na forma, ou os médicos foram demasiado optimistas?

Laredo

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Laredo,

Este caso é uma raridade. A verdade é que (eu também não sabia) existes casos fulminantes, que matam em horas. Os sintomas, vómitos e prostação, confundem-se com meningite. Assim que ele vomitou foi levado ao hospital e já não houve nada afazer. A doença em horas ataca a medula óssea e não dá tempo para nada.

Marta Lopes disse...

Esse asno, idiota, insensato, irracional, louco, parvo, ridículo, risível, sem sentido,
estúpido, grosseiro, idiota, imbecil, lento, rápido e até fulminante,... a quem dámos o nome de cancro, não passa de um convencido que tem a mania de ceifar as vidas dos outros, assim...
Esquecendo-se que deixa as nossas ocas, completamente sem vida.


PS: Obrigada Pipoca :)
Beijinho

Marta Lopes disse...

http://www.youtube.com/watch?v=UdjG7R6P1G4&feature=player_embedded#!





Quase tudo dito ....