segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Mórbido, para começar...

Uma mulher matou o marido e dormiu três dias ao lado do cadáver. E para rematar...como é que os deixam ficar sem vigilância? E a filha, onde andava? É o país que temos...

16 comentários:

Miss Impertinente disse...

...da-se!!

Mórbido é pouco Pipoca!!

Dulce disse...

Relativamente à filha, bem, acho que a crítica é, no mínimo, precipitada. Sabemos que a filha terá 30 anos e que foi visitar os pais num sábado. Poderá viver longe, por exemplo. Eu falo por mim, vivo a 70 Km dos meus pais, não posso ir visitá-los todos os dias, esforço-me por ir todos os fins-de-semana mas nem sempre dá. Portanto, não me parece que a filha tenha assim tanto a ser reprovável.

Jo disse...

o que??? oh god... é o mundo que temos... isto esta uma merda por todo o lado...

Anónimo disse...

Ou... como é possível que neste mundo que vivemos, seja aceitável o abuso emocional (especialmente em casos de infidelidade), sendo tratado como uma questão de "sorte" ou de "azar".

Como diz no artigo, "O marido saiu de casa para ir viver com outra mulher e ela é que ficou, sozinha, a criar a filha" sendo que esse foi o despoletar de toda a situação.

Todas as perguntas podem (e devem) ser feitas: porque continua a sociedade a teimar, não punir quem rebaixa, despreza, injustiça, prejudica quem emocionalmente os outros?

Este caso é exemplo, de que culmina em algo, previamente despoletado pela vitima. O actual-agressor era a vitima do seu passado.

anouc disse...

Macabramente romântico. :D

Capitão Microondas disse...

Foda-se. É só malucas por todo o lado.

FUSCHIA disse...

o queeeeeeee ????

L'Enfant Terrible disse...

O povo é sereno...

Gossip Girl disse...

Que horror...

Jo disse...

medo medo é essa mulher morar a 1km de mim..

Ventania disse...

Xiça penico!

Petra Pink disse...

credooo.... mas o quê, ela pensava que ele depois acordava é? lool.. como dizia um prof meu na faculdade... os psicopatas estão por todo lado, e mais perto de nós do que imaginamos.

S* disse...

Há gente muito psicopata. Livra!

Chokkie disse...

E ainda querem acabar com os hospitais e com os internamentos psiquiátricos prolongados, a reinserção dos doentes mentais graves é uma ideia boa na teoria mas depois na prática à coisas (como esta) que podem correm muito mas mesmo muito mal...

patita disse...

concordo com o a anónimo,o abuso emocional é tão ou mais grave que o físico,e acho que não devemos estar a julgar a filha,até porque não entendo porque questionas a não presença da jovem!Achas que ela devia vigiar os pais 24 h por dia?nao trabalhar nao ter vida própria?se calhar no hospital é que nao deviam ter deixado sair a senhora(a meu parecer),e nao é só no nosso país que isto acontece infelizmente acontece em todo o lado... Beijos

Tia Complicações disse...

Isto é amor de morte...até que a cova nos separe ...depois de morto ainda ficou a gostar mais dele ....tão sossegadinho. Ouvia e não respingava.
Matar o marido? Não é a primeira. Agora dormir ao lado dele!!! decididamente a mulher não tá boa da cabeça..