quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Como na escola primária.

Há mulheres que não crescem nunca. Temos a tendência de acusar os homens de sofrerem todos do síndroma de Peter Pan, mas na verdade olho à volta e vejo muitas menininhas presas em corpos de mulher.
Há mulheres que continuam a ter os mesmo comportamentos que tinham no recreio da escola primária. Querem os mesmo brinquedos que nós, tentam usar as mesmas palavras/expressões, o que acabam por fazer na ocasião mais errada, ficam melindradas se tivermos um melhor emprego, se tivermos namorado, se tivermos mais atenção num jantar de amigos, se ganharmos mais. Não se trata de inveja, não, inveja não é. É imaturidade. É desiquilibrio. Quando uma mulher de trinta anos diz em voz alta "porque a tua saia é mais curta que a minha", "porque os homens olham mais para ti do que para mim", "se soubesse que vinhas assim vestida tinha-me arranjado melhor", não é de inveja que estamos a falar, é imaturidade. É falta de personalidade e de confiança. E sim, é ridículo. É meninice num estado avançado.
Depois estas meninas que vivem presas em corpos de mulher, sem o serem, gastam tempo e desgastam-se, a tentar de alguma maneira interferir com a nossa vida, com a vida das que já cresceram. Aproximam-se para verem se há algum sítio frágil para darem umas unhadas. Tentam chegar perto para poderem causar um dano qualquer. No fundo, admiram-nos.
De forma secreta é vê-las usar as nossas palavras, as nossas expressões, comprarem roupa igual à nossa e armarem-se em destemidas, arrojadas. Esquecem-se que as outras, como mulheres de personalidade vincada, apanham-nas no primeiro passo em falso e deixam até, que elas dêm mais uns quantos, para as verem cair a seguir.Se querem ser as mulheres que admiram, observem e reconstruam-se. Nada de arrojos até saberem o que estão a fazer, é um conselho que lhes deixo, às menininhas. Isto porque todos os actos arrojados têm consequências. E até porque se há coisa para a qual já não tenho paciência é ainda ter que arranjar boa vontade para vos apanhar do chão, depois de já me terem desiludido tantas vezes.

"De que raio estás tu a falar Pipoca? Mas tu nem és de escrever posts idiotas como este, e tal"...

Sei que é um post demasiado "gaja", mas há dias em que também tenho direito a ser uma "menininha". E sim, estou cansada de algumas pessoas. E algumas dessas pessoas, vá duas, lêem este blogue religiosamente e tentam, sempre de forma a dar disparate,roubar-me pequenos vincos de personalidade. Piadas. Lêem coisas neste blogue e depois vão ter com os amigos a contarem as minhas histórias como se fossem delas. Decoram expressões que depois usam para tentarem ter graça. Vêm cá todos os dias e têm a lata de irem ter com amigos meus a dizerem que não sabem nada de mim há "imenso tempo", o que não é verdade, e de seguida invadem-nos com perguntas sobre a minha vida. Estava longe de saber que causo assim tanta comichão, confesso. É que já não andamos na escola primária, ok?

E para essas meninas, três palavrinhas e uma foto:
Kiss my ass

14 comentários:

S* disse...

Ai que falta de vergonha na cara... e de amor próprio.

mas fica orgulhosa de ti própria... tens fãs! Daqui a pouco começas a dar autógrafos.

Chamo a isso imaturidade mas, certamente, também é muita falta de personalidade.

A. disse...

Palmas para este texto! Há gente que não se manca mesmo! Infelizmente são cada vez mais!

Capitão Microondas disse...

É bem verdade o que dizes. Existem de facto mulheres que vivem a vida adulta como se da fase do liceu se tratasse, em todos os temas.

Quanto à foto pretendendo ser ofensiva a mim dá-me um certo tesão.

Poetic GIRL disse...

Oh pah fico tão feliz por ser sempre tão crescida nestas coisas! beijocas

Bola de Berlim. disse...

É assim mesmo ... e mai nada. Aplaudi de pé este texto.
Bjinho

Mia disse...

Ola, desde ja quero te dar te os parabens pelo teu post.. concordo com ele a 100% sabes ja lidei com mulheres assim, mas tive que aguenta las por motivos academicos lol mas isso ja passou ja nao as aturo mais :) continuando.. acho que o complexo de peter pan aplica se perfeitamente no que descreves te.. mas continuo a achar que a inveja existe por detras disso tudo, digo isso porque sao pessoas que a partida sao mais vulneraveis a sofrer desse tipo de perturbaçao de dor de cotovelo. Bem a unica coisa boa a tirar no meio disto tudo é que para te imitarem tanto é porque es relamente boa, nao te rales :) bjs

* Finding_Neverland * disse...

Belíssimo texto. ;) Não podia estar mais de acordo.

Beijinhos *

Ana disse...

Como eu te percebo!

Petra Pink disse...

oh que texto tão verdadeiro!
Sei bem do que falas!
E como ja te disse vivi numa residencia com 54 mulheres em Coimbra, por isso percebo profundamente o que escreveste aqui.
E sim tens toda a razão!

siceramente disse...

mas que gente parva essa.. puerra! :S Se precisares de ajuda para um bom susto avisa :p ehehe

EK disse...

Ui ..

Alice disse...

Coisa feia... a inveja. Eu cá acho que é inveja. Deve ser por causa de seres gira. És, não és?

Não de rales. Be cool. Elas não crescem, mas acabam por cair de podres. É a lei da vida e da gravidade.

Saltos Altos Vermelhos disse...

Go Pipoca, Go!!!!

Beatrix Kiddo disse...

eu vi ag esta expressão num blog "queria mesmo era ter-lhes chamado filhos de um comboio de putas" e estou a pensar impressionar a malta copiando a expressão :p