quarta-feira, 10 de novembro de 2010

"Não tive tempo"

Esta é sem dúvida uma das desculpas mais esfarrapadas que se podem dar, esfarrapadas sem propósito, piedosas? Acho-as dispensáveis, apenas isso. Pode não se ter tempo para fazer um jantar complicado, pode não se ter tempo para estar com as pessoas, pode não se ter tempo para ir às compras, para tratar da casa, para tarefas que ocupem mais que um par de horas. Mas o "não tive tempo" nunca pode ser usado nos contextos básicos. Para a não realização de tarefas, e quase nunca as são, que demoram menos que um minuto. Quais? Fácil. Responder a um sms, telefonar a um amigo, perguntar a alguém que se goste se está bem, querer saber. Não devia ser uma tarefa. E todos sabemos que ocupa menos de um minuto. Todos temos um minuto, por mais atribulado que seja o nosso dia. Se os gastamos noutras coisas é porque as prioridades não passam por responder a um sms, ligar a alguém que se goste, telefonar a um amigo. Prioridades trocadas? O básico é tarefa? Se sim, porque só assim se justifica o "não tive tempo", eu passo. O mundo anda todo ao contrário, parece-me.

15 comentários:

Silvia disse...

Não podia estar mais de acordo. Aqui, falta de tempo é = a falta de pachorra para o fazer o que é no minimo, vindo de alguém por quem temos alguma estima, indelicado. Não suporto. Não faço a ninguém de quem gosto. Nunca. Isso e abreviar os beijos e beijinhos para simples "bjs". Detesto todas as formas que se arranjam para "despachar" os afectos.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Silvia, o que acho é que as pessoas que "despacham os afectos" simplesmente não os querem...

S* disse...

Clap clap clap. É isso mesmo. Não se tem tempo para uma chamada de um minuto? Para uma sms? Bullshit.

Silvia disse...

Pipoca, pois não, não os querem. E dia virá em que deixarão de os ter...

Sofia disse...

pessoalmente também me faz muita confusão quando alguém diz que não teve tempo para responder a uma sms... mas lá está... são prioridades :/

Ana disse...

Como tens razão...

Snow White disse...

Não podia estar mais de acordo!

Patrícia Teodoro disse...

Parece-te a ti e parece-me amim...saudades de quando, na adolescência, onde não havia o "nºao tive tempo" entre a malta amiga

Ventania disse...

Tocaste no ponto da questão. Prioridades trocadas. É fácil deixar o mais importante para o fim (que nunca chega porque há sempre mil coisas à frente), porque se conta com o ovo no cú da galinha. O amigo de longa data vai sempre estar lá, o pai/mãe/marido, whatever, também. É errado. Ninguém sabe o dia de amanhã e os sentimentos também se desgastam e também sofrem rombos. Às vezes bastam uns segundos, um sms, uma palavra, para demonstrar.
A gestão de tempo aprende-se. A importância das pessoas não.

.• Cat •. disse...

Hoje escreveste tudo o o que tenho cá dentro hoje! É isto...é mesmo isto! Se para alguém guardar um momento para responder a um sms ou telefonar é "perder tempo"...então é porque têm as prioridades estabelecidas doutra forma...porque se calhar responder a esse sms não está no topo nem sequer no meio da lista das prioridades....
E sim, o mundo anda todo trocado mesmo ;)

Petra Pink disse...

mas é que concordo em absoluto com isto pipoca! um beijo

ajoaninha disse...

Achei curioso o post.
Tenho uma amiga que às vezes não me responde às sms porque diz que não teve tempo.... Como é óbvio dizer um olá a alguém importante não nos "rouba" mais que 1 minuto.

A Foxy - disse...

Concordo plenamente contigo, essa desculpa é mais que esfarrapada, é nojenta e irrita-me tanto porque dá a entender que realmente as pessoas têm as prioridades todas trocadas. Nao falo por mim porque tenho as minhas bem delineadas, mas ha muita gente que realmente tem um dia tao ocupado, tao cheio, que nao tem minutinhos nenhuns para se lembrar de certas coisas ou pessoas! Treta..*

Prezado disse...

ha quem não tenha tempo pra ir ao galeto.

parafina falsificada disse...

Texto muito bom!