segunda-feira, 16 de maio de 2011

É preciso ser-se generoso para amar alguém

Como disse Sartre um dia, é preciso ser-se generoso para amar alguém. Acho que a generosidade se perdeu, foi-se desgastando ao longo dos tempos. Conheço poucas pessoas generosas, das que dão sem esperar nada em troca. Porque sim, porque a certo tempo todos temos a necessidade de cobrar.
E depois chegamos àqueles momentos, em que estamos perdidos nos detalhes que a nossa memória tem o condão maquiavélico de nos obrigar a recuperar de vez em quando, e colocamos-nos em causa. Colocamos o Amor em causa. E o Amor não deveria ser posto à prova. Quando isso acontece, tristemente, na maioria das vezes o Amor acovarda-se, é prepotente e brutal, como o acusou Shakespeare.
E quando o amor se torna prepotente e nós, por teimosia, o queremos manter amor ficamos com um amor próprio doente. E é difícil curarmos o amor próprio. Medicamos o amor próprio, tapamos as feridas com pensos, fingimos que ele está bom, que a febre desceu. E a seu tempo ele nem tem marcas de doença. Mas a cura dura só até o amor voltar a ser brutal e prepotente, até ser posto outra vez à prova, e falhar. E ver o amor falhar é das coisas que mais custa. E quando o amor se acovarda, a memória nos obriga a recordar detalhes, e o amor próprio fica doente não nos restam muitas opções. Ou escolhemos voltar a usar os medicamentos, os pensos e a esperar que a febres desça ou optamos por nunca mais voltar a pôr o amor à prova, para não o vermos falhar e não termos que tomar nós uma decisão prepotente ou brutal, daquelas que vemos o amor tomar. E decidi a meio deste texto que o Amor passou para amor. Afinal, é mesmo assim que se escreve, quando não é ele quem começa uma frase.

21 comentários:

S* disse...

Não gosto do amor egoísta e controlado... o amor quer-se altruísta.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

É isso mesmo S*, e é por isso que acredito, e esta é a parte triste, há há pessoas que vivem uma vida inteira sem nunca terem amado ninguém.

siceramente disse...

Amor de que maneira for, que seja amor!

AnóNiMo disse...

Isso não é verdade, Pipoca.
Eu amo-te e não é por isso que não vivo infeliz.
De longe, de muito longe, penso em ti.

cai de costas disse...

Por vezes gosto do que escreves.

Ana disse...

O amor quer-se Amor. Sempre. E se não for assim grande, então que não seja de todo.

beijinho**

Petra disse...

Quem passa a vida a cobrar nunca amou ou foi amado.
beijo

MARGE SIMPSON disse...

A palavra é tão vasta que nem se sabe como definir...é sentir, partilhar, apoiar.... ser egoísta sim, eu sou e possessiva.. o que é meu deverá ser meu...e enquanto não sentir do outro lado o mesmo acho que não há amor ou interesse. Controlado nunca...Sartre existencialista como sempre..acredita que a partilha é amor... ser generoso dar apenas.. mas quem dá espera sempre algo em troca...eu pelo menos espero..e contrariamente ao que ele pensa.. acho que deve ser testado de vez em quando..é uma forma de ter a certeza se vale ou não a pena investir! Sou apologista de o testar...nunca ter alguém só por ter.. ou prender alguém por um sentimento que não existe...acho que nunca disse ou não tenho o hábito de dizer "amo-te"... porque não é algo que se diga mas se prove, se revele e se sente.. de tantas maneiras... não sei definir sentimentos...aliás aprendi que sentimentos não se definem.. é só para sentir...

.:GM:. disse...

Daí o post anterior, dos flash backs... digo eu. Para mim o amor já não faz sentido. Se calhar nunca fez, mesmo quando era sentido. É realmente uma questão de sentido, de ser e fazer.

Só eu sei porque fico em casa disse...

É mais uma questão de tesão.
Na verdade, quando o dinheiro acaba o amor salta pela janela.
Tudo mais são tretas.

Anónimo disse...

O Dr.Sartre era um mau amante, que gostava sobretudo de carne fresca, mas que no entanto dizia palavras bonitas e se tens duvidas pergunta à Simone de Beauvoir que para afagar as suas duvidas existenciais(carnais sobretudo) corria freneticamente para os USA.
Depois tudo voltava ao normal, às magnificas esplanadas de Paris e à luz e contra-luz da Primavera ou do final de Setembro/inicio de Outubro.

Estranho amor em tempos conturbados de ilusões e paixões ideologicas.
Agora já não há disto, agora falamos de $$$$$ e se alguma duvida tiveres podes visitar numa prisão de NYC, um pseudo macaco com cio (DSK) que se atirou a uma camareira preta e fodeu a sua vida politica.Que se lixe o gajo até era judeu.

LisboaemBerlim

MARGE SIMPSON disse...

Não concordo com o último comentário.. o dinheiro não compra sentimentos...nem os dá a sentir. Quando se gosta gosta.. o dinheiro é um complemento... essa de ser uma questão de tesão comigo não cola...tenho 40 anos, vivo junta desde 1997...e nunca o sexo teve grande prioridade na relação tal como o dinheiro completa-a... mas eu sou de outro planeta.. tive 3 namorados... incluído o actual.. hoje 3 namorados é em três meses.. são relações onde nem dinheiro .. nem nada.. é fast-food.. come-se e faz-se a digestão...e venha o próximo...o que é pena...

Só eu sei, etc etc... disse...

Pode não concordar, cara Marge S, não obsta que não continue a ser verdade.
O amor não compra sentimentos, mas compra posição. E por margem muito dilatada, essa é escolhida em detrimento dos sentimentos.
Mostre-me a senhora, se conhece, uma mulher bonita e de posição que se apaixone por um trolha, ou por um homem do lixo.
E moster-me também, se conhece, um casal bonito e de posição compatível, que nutram profundos sentimentos, mas que, por desgraça o dinheiro falha naquela casa, que não mandem os sentimentos para a outra banda e não procurem a realização onde o dinheiro não seja problema.
Pode não concordar, mas esta é a realidade.

MARGE SIMPSON disse...

Só eu sei.. concordo em pleno com a primeira parte do seu comentário.. um trolha nunca teria hipóteses comigo...aliás não teria porque não convivo nem nunca convivi com eles.. quanto à segunda parte.. posso dizer-lhe que tenho um companheiro juiz eu sou professora há quase 20 anos.... vivo normalmente.. e desafogada em termos de dinheiro ( aliás sou acusada nos hate blogs de ser sustentada por ele como se num casal o quer ganha mais seja o que sustenta o outro.. mas pronto!).. vivo bem...nunca faltou o dinheiro para o básico nem para o fútil e TENHO a CERTEZA se o dinheiro começasse a faltar não era motivo ( nesta altura da vida muito menos) de separação... já tivemos algumas dificuldades no início mas nunca foram motivo de separação ou sequer falar disso...como disse sempre nunca me juntaria a ninguém que não gostasse e por dinheiro ou sexo...aliás disse num blog.. tive 3 namorados ( incluído o companheiro actual) pergunte-se a gente de 30 anos com quantos foi para a cama...nunca andei de língua de fora à procura de sustento sexual ou financeiro..acaso algum ficasse desempregado.. juntos resolveríamos a questão.. sem ser necessário separar... contaria talvez com a ajuda dos pais quer de um quer de outro que felizmente teriam capacidade de ajudar. agora gosto dele o suficiente para NADA justificar uma separação!

Sentimento de Mim disse...

O Amor será sempre posto à prova. Somos humanos, uns melhores que outros.

Só eu sei disse...

Senhora Marge S.
Eu sei. Quando me referi a um trolha ou homem do lixo foi uma expressão, uma metáfora. Melhor que qualquer um, a senhora como professora sabe isso.
O que eu afirmo, é que nenhuma mulher troca a posição pelos sentimentos. E se puder conciliar, e concilia quase sempre porque a mulher tem naturalmente capacidade para isso; posição com dinheiro, ela sente-se realizada, ainda que o homem que lhe permite isso não seja aquele que ela desejaria na cama.
Na verdade, senhora Marge, por dinheiro a mulher sacrifica os sentimentos. Note bem que eu aceito e não à contradigo quando diz que nunca andou à procura de sustento sexual ou financeiro. Claro que não andou, como outras mulheres não andaram. Pensar ou defender o contrário, seria um insulto à mulher. Não! Não trato as mulheres por prostitutas.
Mas, não as ilibo de serem interesseiras para quem o dinheiro está muito acima dos sentimentos.
Veja-se por ex: Com quem casam os jogadores de futebol? E outros desportistas cujas modalidades movimentem muito dinheiro?
Com as mais bonitas, não é verdade? E se há rapazes atraentes nos desportistas, também os há que, valha-nos Deus.
Mas têm as mulheres mais bonitas, aqueles de sonho que um homem perfeito, educado e de posição, formado, sonharia ter mas não tem, porque, paralelamente a essas qualidades tem muito menos dinheiro que um simples futebolista, que por vezes nem a Preparatória tem.
Há um facto incontornável, objectivo e concreto que já vem dos primórdios desde que o homem inventou o dinheiro.
Onde está o dinheiro está a mulher.
Aliás, é indissociável. A mulher e o dinheiro. Um não existia sem a outra, e nem a outra existiria sem ele.
Certamente vai chamar-me de cínico, e as outras senhoras também. Mas no fundo e só para vós, sabem que não sou mentiroso.

Anónimo disse...

Para: SÓ EU SEI DISSE.....

Tout a fait d'accord avec toi.
L´amour toujours, mais fe fric d'abord.

Acho que há um lapso na tua ultima mensagem " O amor não compra sentimentos..." mas penso de que ...."O dinheiro não compra sentimentos...."

Bom texto.

LisboaemBerlim

MARGE SIMPSON disse...

Só eu sei... agora já o entendo.. e já estou de acordo contigo( vou tratar-te por tu.. desculpa.. mas aqui não há cerimónias..).. claro que tentamos conciliar sempre o útil ao agradável .. mas não é só a mulher.. o homem faz o mesmo.. Entre uma feiosa e burra e uma inteligente e culta e minimamente normal.. quem achas que escolhe? Se tu acusas as mulheres de serem interesseiras.. eu posso acusar os homens do mesmo! Ninguém minimamente apresentável gosta de andar com trambolhos! Pode a moça ser uma doçura de pessoa.. até ter um emprego estável.. mas perde em circunstâncias iguais com uma minimamente interessante fisicamente e inteligente!...Isso é normal..e falo por experiência e até já o disse no meu blog... na universidade andava por outras bandas..economia, direito, engenharia ....nunca andei na de letras...e nunca tive namorados do mesmo curso...procurei sempre alguém que me proporcionasse uma vida estável... e mais um professor seria uma péssima escolha..ou alguém com o mesmo patrão...tive sorte.. o meu companheiro tinha sido meu colega de turma no Externato no Porto.. e num jantar de antigos alunos reencontrei-o... era advogado na altura...juntei o útil que era ele ser bonito ( para mim) vistoso.. blá..blá...blá...ao facto de não ser professor! Mas também os 2 namorados anteriores um é gerente no BPI e o outro é Engenheiro Civil.. mas houve outros factores a contar... sem ser só o dinheiro e sexo... olha o primeiro tinha o casamento marcado e não apareci no civil.. só sei dele porque é bancário e tenho familiares igualmente bancários... o segundo só terminou porque ele queria casar e ter família.. e ai educadamente conversou-se e HOJE somos amigos... sem qualquer espiga... conheço-lhe a mulher.. a filha..e janto , telefono, já estive em casa deles..o gostar .. o amar tem importância.. não me digas que um Gerente bancário não era de aproveitar.. ganha de certeza o triplo de mim..mas não gostava dele.. deste sim.. já no Externato havia ali um click.. e ficou provado no reencontro que ele também gostava de mim..com a posição social que tem, dinheiro que ganha também é porque gosta de mim..temos desde sempre objectivos iguais.. não casar nem ter filhos..e estou junta desde 1997...tudo que temos ´foi a partir do zero..sexo.. isso é fácil.. para homens e mulheres..mas os sentimentos falam mais alto.. SEMPRE!
Isso dos boleiros.. ser namorada de um boleiro é já uma profissão..e há pessoas que tudo fazem para dar nas vistas...olha podia vir o Cristiano Ronaldo com o dobro do dinheiro que tem que te garanto que não o queria... é burro que nem uma porta, falar e escrever não sabe, a família parece um amontoado de banhas.. tirados do filme " Feios, Porcos e Maus".... sem educação, sem postura.. só têm dinheiro mais nada...mas te garanto que não o queria...Agora há boleiros interessantes... O Figo, o Ramadel Falcão...que me parece que não jogando tão bem têm outro estilo e outro modo de vida... aliás as namoradas do ronaldo são o quê? Acompanhantes ... ou se quiseres prostitutas... esta Irina achas que fica com ele? Duvido...levar com o Ronaldo e com a família toda é dose!

Chico o Tal disse...

Marge.
Somos na Natureza a única espécie animal para quem o desejo sexual se manifesta em todos os dias do ano. Nos outros têm os seu ciclos, os seus momentos.
Quero com isto dizer que: por um desses insondáveis mistérios e nunca desvendados da natureza, se na verdade pela inteligência e incomparavelmente muito mais pelo sexo tudo nos aproxima, a verdade é que tudo nos separa. De comum. homens e mulheres, só temos o facto de pertencermos à mesma espécie.
Os nossos interesses são são compatíveis. Uma mulher atinge a realização com a carreira, é certo, mas sentir-se-á sempre inferior se ao sucesso profissional não lhe ajuntar a posição. E posição, Marge, sabes bem que só o dinheiro consegue.
E um homem? Perguntas tu, e com toda a legitimidade. Quer, claro que quer mas...não é primordial.
Um homem quer essencialmente uma carreira de sucesso, é verdade, mas quer muito mais a tranquilidade e o amor de uma mulher. Quer ter aquela mulher que, eventualmente, não lhe crie problemas de pequenas, e grandes quezílias só porque não tem tanto dinheiro quanto ela acha que deveria ter.
Um homem no fundo quer sexo. Dirás, porventura, que sexo não é amor. Estás enganada. Sexo é amor. Para nós homens, é. Para vocês não será propriamente porque muito mais do que pensar em sexo, vocês pensam nas bonitas sandálias que ainda não compraram e estão mortinhas por adquerir porque a outra já tem e anda-se a armar em boa.
Quando uma mulher se alinda e perfuma, traja a moda da altura, não é a pensar no marido ou namorado. Faz isso para mostrar à outra que ela está numa posição superior.
Um homem não vê nada disso. Um homem quer lá saber dos vestidos da moda que nas mais das vezes vos cobrem dos pés à cabeça, ou ocultam as bonitas formas que nos atraem. Para nós quantos menos trapos melhor.O que nós gostamos mesmo é de ver-vos peladinhas da silva.
Então é assim. Homem; bom emprego, se ganhar menos não faz mal que dias melhores virão, carro que tenha cavalos para ele discutir o assunto com os amigos, e sexo intenso com a sua mais que tudo. E aqui abro um parêntese para dizer que eles podem olhar para muitos rabos de saias, podem imaginar muita coisa, mas na hora da verdade, só as legítimas são o seu amor e só com elas se sentem realizados.
A mulher não! A mulher e por muito que ame um homem, não atinge a realização se esse homem não a satisfazer monetariamente, ainda que ele seja a mais bruta fera na cama.
Porque se ela não puder mostrar à amiga que tem poder de compra, quer lá ela saber de sexo para nada.
Claro que o Ronaldo é um exemplo, assim como outros no mundo da música e do espectáculo. Todas essas belezas de sonho amam esses homens? Alguns, autênticas aberrações da natureza? Mas andam e dizem que amam, e depois acaba no divórcio com a carteira recheada pela indemnização devida.
Quanto ao resto: é evidente que entre uma feiosa e burra e uma inteligente e culta, um homem escolhe sempre a segunda. Mas se a burra for uma estampa de mulher e não feiosa, não tenhas a menor dúvida para onde se inclina a preferência. Acima de tudo um homem escolhe sempre a beleza. Mesmo porque, e isso o gajo sabe de ginjeira, hoje já não há mulheres burras.
Para o anónimo:
Foi lapso, claro: queria dizer que o dinheiro não compra sentimentos.
Os meus cumprimentos para ambos, e para a dona do blog também pela paciência em permitir este debate

MARGE SIMPSON disse...

Não te tiro a razão de todo mas volto a dizer que se a mulher é interesseira - ok.. uma mulher bem sucedida vai querer igual ou melhor que ela...mas o homem também o fará...com a burra ele pode dominá-la é uma gaja burra mas não convém que fale muito e NUNCA um homem bem sucedido vai querer uma gaja burra...isso também te garanto.. pode querer "comer" mas depressa a põe a andar...não vamos os extremos mas da mesma maneira que eu não quereria um professor.. um trolha nunca vai querer um engenheira..querer até queria.. mas.. só no amor platónico...as mamas e rabo lindo não chegam para uma relação..muito menos duradoira...chegas aos 40 anos.. contas que dormiste com 20 gajos e estás só.. mas tens boas mamas, és linda mas no cérebro não tem nada.. por isso o futuro é pouco animador!
És normal, tens emprego, és bem sucedida no que fazes, tens inteligência e humor não chegas aos 40 com um curriculum de tanta dormida...e tens um homem que gosta de ti, que é igualmente bem sucedido...e agora o exercício é o mesmo para os homens!...Ricos mas sem cérebro.. ok.. dá para ganhar uns tostões à custa dele ou ter umas prendas.. mas nem isso me motiva...como te disse podia vir o Ronaldo cheio de diamantes mas não o queria.. JURO que é pura verdade!

Sim um obrigado à pipoca que foi uma amor de nos ter permitido trocar aqui umas opiniões! Ela é uma miúda 5*****

Sexo c/ Amor? disse...

Qualquer maneira de amor vale amar!
música Paula e Bebeto do Milton Nascimento.
beijos