quarta-feira, 4 de maio de 2011

Quem tem saudades do Capitão Microondas?

Quando fizemos aqui no pasquim a rúbrica "O meu pior encontro" o Capitão enviou este texto. Tropecei nele e aqui fica a partilha. Sempre dá para matar saudades.

"Não me recordo de um encontro verdadeiramente mau (talvez seja sorte ou então memória selectiva). Para recordar algo semelhante tenho de me lembrar dos meus 16 anos, e de um dos primeiros encontros que... nunca acontecia. Foi com uma catraia que conheci num concerto (Dire Straits) e que, apesar da minha relativa inexperiência percebi estar de alguma forma interessada em mim pois a 5m do início do concerto atira um patético e desconcertante "gostas de Dire Straits?". A parvoíce da pergunta não permitiu que nem eu, tenrinho, não percebesse que ali havia interesse, e do bom, daquele que faz com que um ser humano já nem se importe de fazer a pergunta mais pateta que existe, o que num homem é ridículo mas numa mulher tem uma certa graça (recordo agora a outra vez em que isto me sucedeu, quando numa primeira conversa com uma colega de faculdade, num contexto mútuo de óbvio "start your engines" lhe digo que a acompanho ao Rossio e aproveito para ir ao BCP e ela me responde, olhando-me nos olhos com um ar absorto, "o que é um BCP?". isto deu-me ideia para um post acerca das tiradas mais imbecis que já tivemos ou ouvimos, por mágico embevecimento). O problema é que tirando esse primeiro encontro no concerto, quis o destino que dificilmente nos encontrássemos novamente. Tentámos duas vezes e simplesmente não sucedeu, já não me recordo bem porquê. À segunda vez, que incluiu seca no ponto de encontro de flores na mão passei-me e decidi que não ia dar nova hipótese. A rapariga pediu-me muitas desculpas, disse ter tido um imprevisto e depois ainda andei umas semanas a receber pedidos mediados por amigo comum para dar hipótese de conjugação de agenda, que não tinha sido por mal. O interesse não era grande e, puto, achei aquilo uma afronta duas vezes seguidas, nunca mais nos vimos. Hoje encaro de forma diferente o ter de esperar por uma mulher, desde que isso resulte de algo delicioso: perderem tempo a arranjar-se para virem bonitas ter connosco. Por isso vale a pena esperar um pouco mais."

8 comentários:

Bem Me Quer disse...

Muitas Muitas saudades do capitão. Bem como do Pipoco Salgado.
E tuas. eheheheheh
A blogosfera tem perdido os seus melhores autores.
Beijo Grande

Myann disse...

Boa tarde! Há um selo para ti no meu blog :) *

Anónimo disse...

Muitas saudades do capitão, li-o durante um ano e tenho pena que o blog esteja privado porque certamente alguns textos voltaria ler.

Um abraço

Pedro Ferreira

Ana disse...

Volta capitão que estás perdoado!

Não há ninguém na blogosfera que te chegue aos calcanhares!

A Tal Princeza disse...

Eu! Eu tenho saudades do Capitão Microondas.
Era leitora assídua.
Obragada por esta pérola =)

S* disse...

Mas que delícia de texto... vale sempre a pena esperar se a pessoa for "das boas pessoas".

Vera, a Loira disse...

A blogosfera está a ficar mais pobre sem eles...

Microondas disse...

Beijinho para ti e para todos os que me leram ao longo do tempo. ;)

CM