segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

É que não me saem da cabeça...

O Um Gajo Qualquer desafiou-me e desconfio que os saltos altos lhe assaltam muitas vezes o pensamento, e porque não sou menina, cá vai mais um desafio


10 coisas que não me saem da cabeça:
1
- Que a família está a diminuir a uma velocidade cruel
2 - Que ando a perder a paciência com demasiada facilidade
3 - As músicas que ando a cantarolar nos últimos dias e os cafés que tenho em dívida
4 - Que devia deixar de fumar
5 - Que vou de férias e ainda não escolhi um rumo. Sugestões?
6 - Mais um roteiro de passeio para a Argentina que vem a Portugal em Março
7 - Que o deixa andar já foi longe demais e que está na altura de atirar os pés à parede
8 - Que devo um post a um blogue que adoro e que ainda não tive tempo de escrever
9 - Que devia frequentar sítios diferentes e conhecer pessoas novas
10 - Que estou a morrer de saudades do meu amigo Dinis e que ainda lhe faço uma visita surpresa

E agora era suposto passar o desafio a 10 blogues, mas sou uma rebelde, agarre-o quem quiser

13 comentários:

Branquinha disse...

é tanta tanta coisa que não me sai da cabeça, que nem sei por onde começar, por isso olha não vou começar!

Devias mesmo deixar de fuma e faz lá a visitinha ao Dinis!

Besito!

Lu.a disse...

:)))
Está excelente!
Ah, sugestão para um rumo nas férias...Escócia ;)
Não te vais arrepender!

Miss Complicações disse...

Eis que tenho solução para tudo:

1- A família não desaparece, nem os amigos nem as pessoas que amamos. Eles estão no coração e nas memórias.
2 – Tenho o cubo de rubik. Queres?
3 – Essa do café podes começar por pagar um aqui à amiga. Deixa ver se resolvo um problemazito que tenho com o bólide.
4 – Passa para cá os cigarros.
5 – Dou-te sugestões se me levares contigo. Tenho roteiros programados e tudo :)
6 – hummm não sei como resolver… ide…
7 – Estou aqui.
8 – Anda lá … deixar de anhar…
9 – Conheço uns locais supimpas… quanto às pessoas novas podemos organizar um daqueles jantares sinistros lolllolll
10 – Vamos a Paris comemorar o dia dos namorados

Deixa-te de complicações…
“Eu amo você”

topa plágios disse...

O Elogio que dedicou a Síndrome dos trinta sobre a arte de escrever erotismo, não é merecido.
Nada mais é que um plágio do livro Um Sonho de Vida de Nora Roberts.

Alegria! disse...

Gostei do desafio!

Mak, o Mau disse...

Se é para fazer listas a penitenciar-me, mais me vale bater com uns raminhos de oliveira nas costas. E olha que isso não me dá grande gozo...

ALOT disse...

eu conheço alguém a quem estás a dever um café;
há meses que te falo nisso...
e continuo a aguardar que o telefone toque, ainda por cima tenho um nº da mesma rede que tu...
bj

topa plágios disse...

Cara Pipoca Dos Saltos Altos.
Penso que um esclarecimento se impõe.
Se comentei no seu blogue algo referente ao plágio da sua amiga publicado no seu (dela) post, foi simplesmente porque ela não publicou o que lhe escrevi. Dir-me-á com toda a certeza, o que é que você tem a haver com isso.
Nada, mas como amigas que são, e tendo eu perfeitamente descortinado a sublime arte da intriga de que a menina Pipoca Dos Saltos Altos é especialista, deduzi e muito bem, que não se coibiria de lho dizer, como efectivamente disse.
Como vê, não naufraguei as minhas expectativas

Pipoca dos Saltos Altos disse...

@Topa Plágios

1 - Não conheço a dona do blogue a quem acusa de plágio. Leio o blogue, não conheço pessoalmente, nem sequer a identidade, da autora.

2 - Achei estranho vir ao meu blogue e usar a caixa de comentários para acusar outra pessoa, de um outro blogue, de plágio

3 - Não sabia se tinha ou não feito a observação à própria

4 - Se houvesse aqui algum complôt contra si, da minha parte, fosse eu uma intriguista, e se quisesse avisar a autora do blogue, e se fosse ela efectivamente minha amiga, teria pegado no telefone, ou falado com ela pessoalmente.

5 - Não sei se a dona do blogue plagiou ou não um texto, não quero saber, não vou perder tempo a verificar, não tenho nada a ver com isso e não me parece simpático da sua parte estar a arrastar-me para uma "guerra" que não é minha.

6 - Comentei num post da autora do blogue, e referido a essa mesma acusação sua, válida ou não, que achei estranho ter recebido um comentário seu no meu blogue, debaixo de um post sobre um assunto completamente diferente, e que achei estranho. Publiquei o seu comentário, se acaso não tivesse feito a acusação à pessoa em questão directamente, a pessoa ter a oportunidade de saber. Parece-me justo.

7 - Confesso que continuo sem perceber o que o leva a vir ao meu blogue fazer acusações a autores de outros blogues. A vir apontar no meu blogue o dedo a pessoas que nem conheço. Se a rapariga cometeu plágio ou não...o que é que isso me interessa? Não tenho nada a ver com isso.

8 - A sua actividade na blogosfera é a de apenas tentar ver se alguém plagia ou não? É que deve dar muito trabalho e ocupar-lhe muito tempo. Ou então, desprovido de ideias ou sem qualquer habilidade para a escrita, mas querendo fazer parte de uma actividade que pelos vistos não é a sua, dizer que sim, que anda pela blogosfera???

topa plágios disse...

Pipoca Dos Saltos Altos.
Faz-me perguntas às quais já dei a devida explicação.
Insurjo-me contra tudo que seja aproveitamento de imaginação e esforço de outrem em proveito próprio; só isso.
Por acaso sabe ou imagina o que custa escrever um livro, quando esse é feito com o rigoroso cuidado e devido respeito por quem eventualmente o possa ler? Não deve imaginar.
Levei três anos para escrever o meu primeiro, e nunca menos de dois para cada um dos restantes.
E como já fui plagiado, daí a minha perda de controlo.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

@Topa Plágios,

A ver se é desta que nos entendemos, até porque não tenho nada a ver com nenhum dos comentários que deixou no blogue, cuja autora, volto a frisar, não conheço. Leio o blogue dela, acho-lhe graça.
Sei perfeitamente o que é plagio, e de você se queixa de ter sido plagiado uma vez, eu posso dizer-lhe que o sou com muita frequência. Obviamente custa-me abrir um jornal, uma revista ou um site e ver textos meus assinados por outra pessoa.
O meu blogue é para mim um escape,um sítio onde posso escrever o que me apetece na linguagem que quiser. Onde posso fugir à linguagem assertiva e demasiado directa a que a minha profissão me obriga.
Não sei se a rapariga cometeu plágio ou não, nem quero saber, é só aí que quero chegar. Pelo que pude ver, ela nega tê-lo feito e eu não vou perder um minuto a confirmar, porque não me interessa. Não tenho nada a ver com isso.
Diz que já me respondeu, mas volto a perguntar: porque raio me está a arrastar para uma guerra com a qual não tenho nada a ver? Porque veio ao meu blogue fazer acusações a outra pessoa?
Enfim...espero que estejamos esclarecidos.

topa plágios disse...

Entendamo-nos então.
comentei no seu blogue, porque tendo-a visto comentar no dela com um elogio, e porque não tendo ela publicado o meu comentário, achei que era a maneira de dar conhecimento da coisa.
Reconheço que não foi a maneira mais educada nem mais delicada de procedimento, mas a única possível.
De resto, acredite que nunca prentendi envolvê-la numa guerra.
Dado o esclarecimento, resta-me pedir-lhe desculpa pelo incómodo provocado, que, afianço-lhe, não mais se repetirá, e desejar-lhe a concretização das suas melhores expectativas.

Miss Complicações disse...

Que conversa gira lollll...
E até parece de malucos LOLL