sexta-feira, 29 de abril de 2011

Respirar fundo, vá, já só faltam mais 16 páginas para ir de fim-de-semana.

8 comentários:

AnóNimo disse...

Olá Pipoca. Como tens passado, beleza?
Pois também acho que não passa de um casamento, que a meu ver, nada importante, por sinal. Apenas um rapaz e uma rapariga que casaram como seguramente muitos outros o fizeram neste dia. E daí talvez não! Só mesmo a estupidez Británica para casar a uma sexta-feira.
De resto e como digo, não passa disso mesmo. Uma gaja feiosa que casa com um gajo banal. Tudo do mais vulgar que há, portanto.
Olha! Não sonhei contigo como te prometi, mas pensei em ti...e muito!
E então que pensei eu? Interroga-se a tua legítima curiosidade?
Pensei muita coisa, mas sobretudo que não me agrada nadinha saber-te a passar férias lá pelo México, sabe-se lá em que inconveniente companhia.
Gostaria de comentar no teu espaço o post da Marge Simpson, já que no dela não consegui. Como sei que és uma gaja porreira, não te vais aborrecer, com certeza.
Então é assim sobre o vivam os homens que sustentam as mulheres. É muito bonito e aprovo na totalidade mas, tanto quanto a minha experiência sabe, toda a mulher que casa por interesse sabe sempre oferecer a si mesma o que lhe dá parazer. E se bem que seja com o dinheiro do marido, só muito raramente ou quase nunca, o agradecimento recai sobre esse.
Desejo-te um bom fim-de-semana, e continua sempre fresca e perfumada, bonita e bonitona.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

AnóNiMo,
A KAte não é "feiosa". Acho que é até bastante bonita.
Não me priometas sionhar comigo e mais: NÃO SONHES
Mas quem falou em mulheres que casam por dinheiro?

t disse...

Li o comentário do Anónimo e discordei de tudo. Na minha opinião, William e Kate são um casal que decidiu casar, por amor. Nota-se bem que eles se amam. Todos sabemos que as relações têm altos e baixos (eles não são excepção, como já se viu ao longo destes anos); mas a prova do amor deles é que continuam juntos. Há gente que diz que a Kate fez de tudo para ter William; sinceramente, não acredito. Espero que eles sejam muito felizes e que tenham mais sorte do que Carlos e Diana :)

AnóNiMo disse...

Claro que não é feiosa, mas também não é nada que apeteça. É uma rapariga que se passase por aí nenhum gajo virava a cabeça, a menos que soubesse quem ela é. É vulgar, absolutamente vulgar. Não faz a diferença.
Casamento por amor? Como diz o teu leitor/a t? Pode ser, afinal as raparigas apaixonam-se...e os gajos também, mas não esse pássaro bisnau. Aquele olhar por debaixo da mesa a mim não me engana. Esse ainda é pior que o pai.
Ai não sabes a história do "Vivam os homens que sustentam as mulheres?" Foi a tua leitora Marge Simpson que publicou no blog dela e veio falar ao teu, no post abaixo sobre os estares fartinha de rir com anónimos.
Claro que vou pensar em ti! E muito! Agora ainda mais porque se calhar não vou poder vir aqui tão amiúde como desejaria, porque vou esta semana até Angola, onde ficarei por lá pelo menos uns quinze dias.
Desejo-te um bom fim-de-semana, cuida-te e porta-te bem, porque embora tua ainda não saibas, estás a falar com o teu futuro marido.

S* disse...

O Harry sempre foi mais o meu género... bad boy, bad boy.

MARGE SIMPSON disse...

Anónimo.. veja lá que nem casada sou.... vivo junta desde 97... e nem atingiu o objectivo( a língua portuguesa é rica por isso mesmo...permite que cada um interprete como lhe convém...) disse sim.. mas porque se leu o post ( duvido) sou acusada de ser sustentada... mas digo-lhe trabalho há quase 20 anos na Função pública e estou a UM índice do TOPO da carreira... veja o meu vencimento no google...TRABALHO HÁ 20 anos...e num casal há sempre algum que ganha mais... certo? Não quer por isso dizer que o que ganha mais sustente o outro...acha que alguma relação sobrevive tanto tempo via sustento nos dias que correm? Ser sustentada seria eu NÃO TRABALHAR e depender dele para comprar um kg de fruta.. mas felizmente não dependo de ninguém.. esteve ausente dois anos em Itália e fiz exatamente a mesma vida de hoje sem um EURO mensal dele...triste... por alguma coisa o meu blog não aceita anónimos... geralmente os comentários são infelizes...sabe uma coisa? triste de quem depende de alguém...eu ainda tenho bom cérebro para trabalhar...Se o seu marido ( sim porque é comentário típico de mulher) ganhar mais que você é sinal que a sustenta???Ora ligue lá o Neurónio...e pense nisso! Não há dinheiro que compre TUDO O QUE SINTO por ele e ele por mim...Preocupe-se consigo.. e deixe a vida dos outros verá que é muito mais feliz!

Pipoca...isto de anónimos é assim.. sou casad num dia, noutro já não tenho ninguém.. para os anónimos ninguém é bonito.. veja-se o caso da Kate.. não é bonita...deve ser a anónima...aliás bonita como todas as que comentam e nunca ninguém lhes viu a fronha1

Pipoca dos Saltos Altos disse...

AnóNiMo,
Chega de parvoíce, esquece lá a cena do marido.

Marge,
nada contra anónimos, desde que não usem o "anónimo" para ofender ninguém

AnóNiMo disse...

Cara Marge Simpson.
Está muito nervosa com os seus anónimos, leu o meu comentário e não fez uma leitura correcta.
Não a critiquei nem pretendi molestá-la no mínimo que fosse. A senhora escreveu esse post sobre "Vivam os homens que podem sustentar as mulheres" e eu só não comentei lá porque não pude. Claro que, o que coloquei aqui, não se refere a si nem a quaisquer senhoras porventura nessas circunstâncias. Refere-se concretamente às belezas que não são parvas que se casam com homens com idade para serem paizinhos. Penso que a senhora conhecerá casos desses.
Agora, querer ofendê-la isso não! Primeiro e como já disse aqui, nunca ofendo ninguém porque não faz a minha índole; segundo muito menos uma senhora, sobretudo uma senhora que nem sequer conheço.
Sou homem sim e se duvidou foi porque talvez não conheça a educação e delicadeza masculina, mas acredite que esses predicados não são apanágio exclusivo da feminilidade.
Acredite se quiser, isto é verdade. Nunca ofendo ninguém, como também nunca menosprezo quem está por baixo. Para mim toda a vida é respeitável e merece-me a maior consideração. Repare que eu disse toda a vida. É mesmo toda a vida já que para mim, talvez por nascer e viver num Continente onde predomina a vida animal, todas as criaturas vivas neste planeta me merecem a mesma consideração.
A Kate, pois...mantenho que se não é feia como vocês dizem, não era a beleza que me levava ao altar.
Desejo para todas com quem interagi, um Bom fim-de-semana e toda a felicidade nas vossas vidas.
Que sempre a vida corresponda às vossas expectativas.
Para a Pipoquinha; lamento mesmo muito. Falando seriamente, acho que não era nada difícil apaixonar-me por ti.
Felicidades, miúda.