quarta-feira, 24 de março de 2010

Sorrisos fáceis e muito brancos, escudos, português na língua e grogue maquiavélico

Foram as recordações que trouxe de Praia, Cabo Verde. O grogue dizia Reserva de Amigos e não se pense que é à toa. Cheirei o copo uma vez, dei um gole e isso bastou-me para começar a dizer disparates, o que é uma boa forma de quebrar o gelo e começar a criar amizades. E os putos na praça, de patins e trotinetas são uns "bacanos". São livres, simples, aventureiros.
Em Abril volto! Arranjei-me aí um par de patins. Calço o 37.




8 comentários:

disse...

Adorei Cabo Verde, não tanto pela beleza do sítio, mas das pessoas ;)

Mak, o Mau disse...

Grogue, para mim, é para beber de pala no olho. Seja como for, ao fim de uns copos já vais estar a ver mal de qualquer forma, não é verdade? ;)

Pipoca dos Saltos Altos disse...

@Bê,
Concordo, dão adoráveis, recebem-nos de peito aberto

@Mak,o Mau,
Foi o diabo, e nem cheguei ao fim do copo...

Pólo Norte disse...

Odiei a Ilha do Sal! E conheci a esquadra de Espargos. Really. :S Um dia conto-te.

GENUÍNO disse...

Passem pelo meu blog...
Podem dar opiniões, criticar ou simplesmete ver! espero que gostem.

http://aspalavrasvoamaescritafica.blogspot.com/

Ofélia Queirós disse...

n´gosta tcheu di cabo verdi

ë a minha viaem de sonho, também pelas pessoas :)

S* disse...

Que bonito... quero uma viagem assim, em que somos recebidos maravilhosamente.

Sofia disse...

Ahhhh sua... sua.... sortuda! Bolas... é o pior que consigo chamar-te... e voltas em abril?? sua... sua..... porra não consigo! (suspiro de inveja)